Arte Mesopotâmica

A Mesopotâmia é a região que se desenvolveu nas terras férteis, entre os rios Tigre e Eufrates. Suas principais manifestações artísticas foram os grandiosos palácios. O corpo humano era representado pela rigidez. As esculturas não tinham nenhuma expressão de movimento. As pinturas reproduziam caçadas e batalhas. A escrita era cuneiforme.

A arte da Mesopotâmia caracterizou-se pelo exibicionismo e pelo luxo. Lá habitaram os povos sumérios, assírios e babilônicos.

 

Arte na Suméria

Atual região do Iraque, onde se desenvolveram cidades-estados e uma das mais ricas tradições artísticas da antiguidade, que serviu de suporte para posteriores manifestações dos assírios e babilônicos. Os sumérios foram pioneiros no uso de veículos com rodas

 

Arte na Assíria

Os Assírios Também se desenvolveram na região do Iraque, inicialmente dominados por outros povos. Durante o governo de Senaqueribe, foi feito um engenhoso sistema de canais, que traziam a água da montanha para dentro da cidade. Pouca coisa de sua pintura foi preservada, mas o que restou demonstra a dedicação do povo aos seus reis e exércitos.

 

Arte na Babilônia

A Babilônia atingiu seu período de apogeu e prestígio depois de ter colaborado para a derrota dos assírios. Nabucodonosor II reconstruiu a capital como uma das maiores cidades da Antiguidade e provavelmente, foi o responsável pelos famosos jardins suspensos da Babilônia.