Arte Egípcia

A arte no antigo Egito surgiu aproximadamente em 3000 a.C. e tinha uma forte representação religiosa, em função da crença que o povo tinha na vida após a morte. As paredes das pirâmides tem pinturas que representam a vida cotidiana dos nobres em desenhos com duas dimensões apenas, sem preocupação com a perspectiva.

A partir de 1560 a.C., a arte egípcia passa a refletir movimento e a delicadeza das formas, mas ficou conhecida pela ausência de preocupação com a profundidade. (O tronco era pintado de frente enquanto a cabeça era pintada de perfil).

A maior parte das pinturas do antigo Egito eram feitas nas paredes das pirâmides, com finalidades políticas e religiosas. Os desenhos eram acompanhados de hieróglifos.

 

 

deusa maat, pintada aproximadamente em  1278 a.C.

 

 

Note o estilo do corpo pintado de frente e a cabeça de perfil

As leis do Egito antigo eram rigorosas e não podiam se mudadas: Nas pinturas, o homem tinha que ser maior que a mulher e ainda ter a pele mais escura. Um patrão também tinha que ser maior que seus empregados, e os trabalhos não podiam ser assinados. Essas regras prevaleceram por cerca de 3000 anos.